Queda Sem Fim

A imagem da queda é das mais profundamente incrustadas na cultura ocidental, tendo uma remota origem teológica, mas também correspondendo ao desejo milenar de escapar às forças gravitacionias que fazem cair todos os corpos para a Terra. A queda era então um momento, talvez dramático mas provisório, da ascensão ou elevação. Na modernidade a imagem da queda sofreu uma mutação considerável. A leitura do conto de Põe, Descida ao Maelström, serve de pretexto para apreender tal metamorfose, cuja compreensão se torna mais imperativa no momento em que se vai impondo uma cultura da «imaterialização» ou do «incorporal».

8,48 

Em stock

Informação adicional

Dimensões (C x L x A) 11 × 19 cm
Páginas

84

Autor

,

Colecção

Editora

Idioma

Tipo de produto

Livros

Encadernação

Capa mole

Ano de edição

2006

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Apenas clientes com sessão iniciada que compraram este produto podem deixar opinião.

Também pode gostar…