Guerra Junqueiro

A mostrar todos os 2 resultados

Oriundo de uma família destacada, Abílio Manuel Guerra Junqueiro nasceu em Freixo de Espada à Cinta em 15 de Setembro de 1850. Destinando-o o seu pai, António Junqueiro, à carreira eclesiástica que o poeta tanto viria a pôr em causa, é contudo em Direito que se vem a formar para, mais tarde, seguir uma carreira de burocrata e político. Dotado de um forte espírito crítico e combativo, altura chega em que Junqueiro, consciencializando-se das iniquidades e corrupção que minava o regime monárquico, se torna seu opositor. Para os anais, além de Pátria, deixa A Morte de D. João (1874), A Musa em Férias (1879), A Velhice do Padre Eterno (1885), Finis Patriae (1891), Poesias Dispersas (1920), Prosas Dispersas (1921).